Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Bom, o Mau e a Vilã

Sem censura, politicamente correcto ou interesses instalados

O Bom, o Mau e a Vilã

Sem censura, politicamente correcto ou interesses instalados

22
Jan18

"The Shape of Water" - "A Bela e Monstro" versão del Toro

A Vilã

The-Shape-of-Water-movie-poster-e1513707771498.jpg

 

 

  Sendo fã do universo de Guillermo del Toro, infelizmente "The Shape of Water" ("A Forma da Água") ficou aquém das minhas expectativas. Apesar do Leão de Ouro que ganhou no Festival de Veneza, dos Globos de Ouro para Melhor Realizador e Melhor Banda Sonora e de todo o hype, o filme fica muito distante do magnífico "The Pan's Labyrinth" ("O Labirinto do Fauno").

  A história decorre na América, início dos anos 60, na era da Guerra Fria, com os típicos russos ameaçadores a quererem roubar os segredos na posse dos americanos. Neste caso, o segredo é uma criatura aquática, meio anfíbia, com grandes semelhanças com a espécie do filme "Creature from the Black Lagoon" ("O Monstro da Lagoa Negra") e que é mantida prisioneira num centro de investigação com um nível de segurança no mínimo duvidoso.

   Seguindo o procedimento normal nestas situações, a criatura é tratada de forma gratuitamente violenta, encaminhando-se para uma morte triste e inútil. Seria assim, não fosse Elisa, a empregada de limpeza muda que se apaixona pelo monstro e decide salvá-lo, levando-o para a sua banheira e ensinando-lhe os prazeres do amor.

   O ponto alto do filme é a sua beleza visual, a fotografia, toda a estética a que del Toro já nos habituou e que não desilude. A realização coloca del Toro no caminho para o merecido Óscar. Também a banda sonora de Alexandre Desplat é um contributo essencial para a criação do sentimento de conto de fadas que envolve toda a história.

   Os actores são também um ponto forte. Sally Hawkins interpreta com subtileza uma Elisa aparentemente frágil e solitária, mas capaz de enfrentar os seus medos e defender aquilo em que acredita mesmo com tudo contra si. E nem precisa de voz para nos conseguir transmitir tudo isso.

    Richard Jenkins, como já é habitual, é grande no papel de Giles, um artista gay solitário e incompreendido que partilha com Elisa uma amizade incondicional de dois outsiders. Desde Nathaniel Fisher de "Six Feet Under" ("Sete Palmos de Terra") que Jenkins é para mim um actor de eleição. Michael Shannon é o vilão racista, misógino e egocêntrico que é impossível não odiar mas cujo overacting torna talvez demasiado odiável.

ac02-venice-shape-of-water.jpg

Michael-Shannon-and-Sally-Hawkins-in-the-film-THE-

  Octavia Spencer como Zelda, a colega de trabalho e amiga de Elisa, não sai do seu registo habitual mas não há como não gostar dela. De referir ainda, Doug Jones que é um colaborador habitual de del Toro e que dá vida aos monstros por ele imaginados.

the-shape-of-water-sally-hawkins-octavia-spencer.j

screen-shot-2017-09-14-at-9-49-54-am1.png

 

Para mim aquilo que não funciona é a falta de originalidade do argumento, a sensação de já ter visto isto antes, a proximidade com "A Bela e o Monstro", "Splash" e até mesmo "E.T.". É tudo demasiado previsível e em alguns momentos pouco credível, mesmo para um conto de fadas.

  Por outro lado, a crítica sociopolítica é pouco subtil, muito in your face, a intolerância, a incompreensão pela diferença, a marginalização. Sabemos que é uma temática muito querida a del Toro mas aqui é tudo muito óbvio e simplista. Não posso deixar de referir que a cena de musical é péssima e prefiro fingir que não existiu, mas isso talvez seja um efeito secundário da minha alergia aos musicais em geral.

  Em conclusão, "The Shape of Water" podia ter sido um grande filme mas ficou a meio caminho. A cena final mostra como podia ter sido um grande filme.

           

        O BOM - a estética visual, a realização, a forma da água

        O MAU - a previsibilidade, a pouca subtileza do argumento

        VEREDITO - bom (mas podia ter sido muito bom)

 

 

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Ler

Comentários recentes

  • HD

  • A Vilã

    Também achei!

  • HD

    Muito engraçado e bem conseguido :-)

  • A Vilã

    É verdade, fica aquela sensação de que quem vê não...

  • Triptofano!

    É realmente das piores coisas que pode acontecer, ...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D