Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Bom, o Mau e a Vilã

Sem censura, politicamente correcto ou interesses instalados

O Bom, o Mau e a Vilã

Sem censura, politicamente correcto ou interesses instalados

07
Jul18

"Le Chalet" - Uma História de Vingança

A Vilã

le-chalet-netflix-capa.jpg

 

   "Le Chalet" é uma minissérie francesa criada por Alexis Lecaye disponível na Netflix e que, apesar de ser um bom exercício de mistério e suspense, peca por revelar demasiado cedo o que está por detrás dos acontecimentos. A acção decorre em Valmoline, uma aldeia remota nos Alpes franceses, em dois momentos temporais diferentes, separados por 20 anos.

    Manu, uma das personagens que havia passado parte da infância na aldeia de Valmoline, reúne alguns amigos no renovado chalet para celebrar o seu casamento com Adele, acabando todos por ficar prisioneiros devido à derrocada da ponte que fazia a ligação entre Valmoline e o resto do mundo. O isolamento fica completo com a descoberta de que os telefones não funcionam e o acesso à internet é impossível.

 

4ef4bd9dc8d3e5fab9fceb527cd1f093.jpg

  

 

   Para quem está habituado a estas lides, não é surpreendente perceber que a coisa não vai correr bem. Os "acidentes" começam a acontecer e o reencontro acaba por tornar-se num pesadelo e numa luta pelo sobrevivência. Ao longo dos 6 episódios vamos assistindo à morte de várias personagens, não só do grupo de amigos mas também dos poucos habitantes que ainda residiam na aldeia. A história é cativante e, até certo ponto, fez-me lembrar os clássicos da Agatha Christie em que o assassino é alguém que faz parte do grupo. A diferença é que aqui, percebemos cedo demais quem é, mas não posso adiantar muito para evitar spoilers.

   A par destes acontecimentos, vamos conhecendo o que se passou há 20 anos com estas e outras personagens. E se, inicialmente, a história começa por parecer um pouco confusa com a introdução de várias personagens em pontos temporias diferentes, tudo se vai clarificando ao ritmo certo. Talvez haja quem goste de uma maior rapidez no desenrolar da história mas a mim, pareceu-me essencial este tempo para conhecer as personagens, as suas particularidades e motivações.

  Gostei dos actores e devo referir que o trabalho de caracterização no envelhecimento das personagens é bastante bem conseguido. Sem exageros, cuidado e um contributo para a credibilidade das personagens. O cenário é também bem escolhido e capaz de transmitir o contraste entre a beleza e a claustrofobia do isolamento.

 

lechalet.jpg

 

  Não posso deixar de referir os pormenores do genérico inicial que vai sofrendo alterações ao longo dos episódios, não só em termos da letra da música mas do próprio genérico em si. Gosto de reparar nestas coisas, não fosse eu fã de "Game of Thrones" onde as alterações no genérico são todo um tema de discussão. Vale a pena reparar.

  É importante que a Netflix continue a apostar em séries europeias de qualidade, uma vez que é o tipo de produção que só assim consegue chegar a um público mais vasto. E esta minissérie, apesar de não ficar para a história, merece ser vista. 

 

     O BOM - o clima de isolamento, o ritmo de construção da história em planos temporais diferentes, a aposta da Netflix em séries europeias

      O MAU - a revelação demasiado precoce de quem está por detrás dos acontecimentos

      VEREDITO - a ver por todos aqueles que gostam de uma boa história de mistério e suspense

 

 

 

 

                    

 

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

A Ler

Comentários recentes

  • HD

  • A Vilã

    Também achei!

  • HD

    Muito engraçado e bem conseguido :-)

  • A Vilã

    É verdade, fica aquela sensação de que quem vê não...

  • Triptofano!

    É realmente das piores coisas que pode acontecer, ...

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D